terça-feira, 22 de junho de 2010

Conserva de Berinjela - PARTE 1

Essa receita é do culinarista Álvaro Rodrigues, e anotei ainda nos tempos em que ele fazia participação no programa da Ana Maria Braga, na rede record. Receita antiga, mas sempre maravilhosa. A original tinha ainda passas de uva, pimenta dedo de moça e mostarda em grão. Esses 3 ingredientes eu não usei aqui, pois não me agradaram na primeira vez que fiz seguindo tudo à risca. Então essa que apresento é uma versão da Berinjela Picante do Álvaro Rodrigues. 

Como ela tem mais etapas do que outras receitas que costumo postar, e tive o cuidado de bater foto em cada uma delas, tive que dividir tudo em dois posts. Estava enorme e pouco atraente :( Essa primeira parte será do preparo da berinjela para a conserva, a segunda parte será o tempero.

Conserva de Berinjela - PARTE 1: Preparando a berinjela
Rendimento: 2 vidros


4 berinjelas médias cortadas em palitos finos
Sal

Como as berinjelas precisam perder líquido, coloquei um escorredor de macarrão (pode ser uma peneira grande) dentro de uma vasilha, sem que tocasse o fundo dela (sairá bastante líquido da berinjela que não deve ficar tocando o fundo do escorredor).


Descasquei as berinjelas, fatiei-as e depois fiz palitos finos.


Acomodei dentro do escorredor de macarrão - uma camada de berinjela, uma colher de sobremesa de sal, uma camada de berinjela, uma colher de sal... até acabarem as berinjelas. Coloquei um prato de sobremesa no topo de tudo.


O prato servirá de suporte! Explico: Coloquei um pratinho de sobremesa em cima das berinjelas e para fazer peso, pressionar, e ajudar a escorrer o líquido delas, coloquei em cima de tudo a minha chaleira cheia de água :) Macgyver na vida real! Aguardei 2 horas.


Pela foto deu para ver o quanto baixou a altura da chaleira né? Então, é isso mesmo que deve ocorrer. Depois das 2 horas, desprezei o líquido que restou das berinjelas, peguei o escorredor e levei à pia. Lavei bem as berinjelas para sair o sal.


Fui então para a parte final, retirar mais o sal e também o máximo de líquido das berinjelas. Para isso fui pegando porções pequenas, lavando mais e depois espremendo bem entre as mãos. Fica estranho, mas depois fica lindo. Confia!


Pronto, a berinjela já pode ser usada na próxima etapa: o tempero (PARTE 2)!

3 comentários:

Bel Lüscher disse...

Aline, adoro suas fotos de passo a passo!
até parece que é tudo facinho de fazer!!
tô louca pra ver a continuação da receita...
boa semana pra você!
bjo

Aline disse...

Oi Bel! Mas é fácil mesmo. Eu só faço coisas fáceis :) Podem ter muitas etapas, mas nada complicado e que requeira minúcia! Sabe que não sou boa com enfeites? Tipo decorar bolo! Os meus ficam feios demais :) Hoje tem o final da receita! Beijooos, Aline!

Sitio Abaetetuba disse...

Trabalho com conservas.
testei a receita e amei.
Estou publicando no meu blog com a fonte de consulta.
http://conservas-misturafina.blospot.com
Parabéns
Mara

Postar um comentário