terça-feira, 6 de julho de 2010

Frango recheado com Sarrabulho



Frango recheado cá em casa, é meio festa, sabe? Normalmente, compramos pronto e só assamos em casa, ou então compramos aqueles que nem precisa assar :) Por isso, quando vamos fazer o recheio, deixar o frango marinando, e depois assando por um tempo legal, então é sinônimo de festa. 

E foi mesmo! Esse frango eu fiz para esperar uma amiga que não pode comer glúten, nem laticíneos. Eu estava cheia das idéias esperando por ela, mas tudo esbarrava ou no glúten ou no leite (e derivados). O frango caiu como uma luva :) O recheio, sarrabulho, me fez lembrar a minha avó que sempre faz, depois meu pai que aprendeu muito bem, e por fim minha mãe e meu irmão, que são apaixonados pelo tal! 

Frango recheado com sarrabulho
Porção para 5 pessoas

1 frango inteiro (o meu tinha 1,7kg)

Para a marinada:
1 cebola
2 dentes de alho
1 pedaço de pimentão
1 colher de sopa de páprica
1 punhado de salsinha
1 cálice de vinho branco seco
sal
pimenta preta
tomilho

Para o recheio
1 cebola grande em cubos
1 dente de alho picadinho
1/2 xícara de pimentão picado
1/2 xícara de uvas passas (ou ameixas secas, ou damascos...)
1/2 xícara de bacon (ou calabresa, ou os miúdos do frango - o meu não tinha)
1/2 xíxara de azeitonas picadas
1 tomate picado
1 colher de sopa de extrato de tomate
1 colher de sopa de páprica
1/2 cálice de vinho branco
1 xícara de água
1/2 xícara de salsinha picada
1/2 xícara de nozes picadas(ou amêndoas, ou castanhas...)
Sal a gosto
Farinha de mandioca para engrossar (2/3 de xícara no máximo)

Comecei preparando a marinada. Bati todos os ingredientes no mixer (liquidificador) e juntei ao frango. 


Eu usei dois sacos plásticos (esses de congelamento) porque fica muito mais fácil de mexer o tempero e a carne. Além de não dar cheiro na geladeira. Deixei o frango ali de um dia para o outro.


Piquei todos os ingredientes do recheio antes de começar. Não foi apenas para a foto não, é que para fazer o recheio, se não estiver tudo separado previamente, a gente se atrapalha e acaba queimando. É jogo rápido!


Comecei fritando o bacon, o alho, a cebola e o pimentão. Começou a dourar, acrescentei as passas, dei mais uma refogada, acrescentei o vinho branco e deixei evaporar. Acrescentei então o tomate e a azeitona.


Deixei tudo refogar mais um pouco e juntei o extrato de tomate, a páprica e a água. Novamente deixei ferver e reduzir um pouco o líquido. Então comecei a jogar a farinha de mandioca até dar o ponto (deve ser grosso, afinal é um recheio consistente que depois irá umedecer com os líquidos do frango).


Desliguei o fogo, corrigi o sal, e juntei as nozes e a salsinha picada. Deixei esfriar e levei para a geladeira, pois fiz para usar no dia seguinte. Você pode usar na hora, sem problemas.


Para assar o frango (na verdade eu uso isso para qualquer carne), forrei uma fôrma primeiro com papel manteiga e depois com o papel alumínio. Isso faz com que, caso saiam líquidos de dentro do papel alumínio (isso sempre acontece comigo), eles não grudem na sua assadeira e nem deixem aquele cheiro de queimado pela casa toda :) 

Passado o tempo da marinada, desprezei o tempero, e coloquei o frango na fôrma preparada. Coloquei o recheio e depois costurei. Tá, nessa parte foi engraçado, pois eu taquei tanto recheio que o pobre do frango não fechava as pernas e CLARO depois de assado, vazou tudo :) Coisas da vida...


Levei o frango ao forno à 200ºC por 1 hora com o papel alumínio fechado, depois abri e deixei até o tempo de dourar (uns 30 minutos). E foi! As minhas visitas nem acharam ruim que o recheio vazou, quem achou fui eu, pois foi difícil pegar uma foto que disfarçasse o acidente!


Beijos,

1 comentários:

Sirlei Panitz Martinewski disse...

adoro este frango com sarabulho, desde criança já conhecia.

Postar um comentário